www.negreiros.maisbarcelos.pt
Imprimir esta página
Festas e Romarias

 

Na freguesia realizam-se festas em honra de São Sebastião, no fim-de-semana próximo do dia 20 de Janeiro, e de Santa Justa, no último fim-de-semana de Agosto.

 

Festa de São Sebastião

 

Devido à história da sua vida, o mártir S. Sebastião é popularmente conhecido como o padroeiro dos jovens que vão cumprir o serviço militar, daí que, em Negreiros, seja tradição que a festa em sua honra seja organizada pelos jovens da freguesia. Embora antigamente as jovens raparigas não se integrassem no serviço militar, mesmo assim, é tradição ajudarem os rapazes na organização da festa em honra do Mártir.

Os festejos em homenagem a S. Sebastião merecem, também, destaque na tradição desta freguesia, por um lado, porque é a única festa de Inverno realizada na freguesia e, por outro, porque conta com a participação e organização dos jovens da freguesia que completam 20 anos de idade no ano anterior ao da realização da festa.

Começa com toda uma preparação prévia levada a cabo pelos jovens, logo após o término da festa de Santa Justa, começando com a busca de patrocínios e selecção dos nomes que estarão contidos no cartaz musical da festa.

No fim-de-semana da festa, os jovens fazem os últimos preparativos para fazerem ver aos mais velhos que, afinal, também os mais novos são capazes de organizar uma festa digna de ser visitada. No sábado da festa há arraial nocturno, para posteriormente ter lugar o fogo de artifício. No domingo de manhã há uma missa cantada pelo Grupo Coral da Freguesia e que é bastante participada pelos jovens organizadores. À tarde há a procissão que conta com vários andores, nomeadamente o de S. Sebastião, que é particularmente bem ornamentado, e vários figurados. Incorporados na procissão animada pelo Grupo Coral de Negreiros vão todos os jovens responsáveis pela organização, bem como os representantes das várias Confrarias, com os seus estandartes, e onde também é tradição a participação da Junta de Freguesia. À noite, normalmente, há a actuação de um Rancho Folclórico, sendo o dia e a festa terminados por uma sessão de fogo de artifício.

 


 

Festa de Santa Justa

 

Realizada sempre no último fim-de-semana de Agosto, a festa em honra de Santa Justa representa uma das maiores e mais importantes festas do vasto Concelho de Barcelos, pelo seu carácter religioso, mas principalmente pelo famoso “Cortejo dos Vasos”, tradição única existente no nosso país.

 

Os preparativos da Festa de Santa Justa para um próximo ano começam logo no próprio dia da festa em que esta se realiza. Em primeiro lugar é escolhida uma Comissão de Festas, normalmente constituída por quatro Senhores da Terra e convidada pela comissão antecessora. Os elementos da Comissão de Festas trabalham arduamente durante todo o ano, dedicando uma boa parte do seu tempo para providenciar que a Festa seja um verdadeiro sucesso.

 

Na semana anterior ao fim-de-semana da festa começa a instalação das luzes na rua principal de Negreiros e também na própria Igreja, que fica deslumbrante com toda aquela variedade de cores.

 

Na sexta-feira é instalado o som e iniciada a montagem do palco. À noite, por volta das 21h30m, dá-se início à Procissão das Velas, que conta com a participação de praticamente toda a freguesia de Negreiros e é animada com o Terço, rezado e cantado pelo Grupo Coral de Negreiros. A Procissão das Velas tem início na Capela de Nossa Senhora da Graça, no Lugar de Vilar, e termina na Igreja Paroquial, com um sermão feito por um dos muitos párocos, filhos da Terra, que normalmente regressam a Negreiros nesta altura do ano para a grandiosa Festividade. Durante o percurso da Procissão é possível ver, penduradas nas janelas das casas, ancestrais cobertas de linho, que são o orgulho não só do povo de Negreiros, como também do povo do Minho.

 

No sábado de manhã saem os Zés Pereiras que fazem uma visita em arruada a todos os Lugares da Terra. De tarde enfeita-se a zona principal da freguesia com flores de papel feitas ao longo do ano pelas jovens raparigas de Negreiros. Estas são gentilmente ajudadas pelos rapazes, cujo cavalheirismo não permite deixar que as jovens subam às escadas para prender as cordas das flores. Todos estes jovens são os chamados Mordomos que ajudam a Comissão na Organização da Festa e sem o seu precioso contributo o sucesso não seria possível. À noite é a vez do paganismo da Festa se pronunciar, paganismo este tão comum e também de certa forma evidente em qualquer festa de aldeia. Normalmente são convidados conjuntos musicais como atracção da noite. Um destaque para o tradicional fogo de artifício que ilumina toda a freguesia de cor, som e explosão.

 

No domingo de manhã, a Terra é invadida por centenas de visitantes e emigrantes que vêm ver o surpreendente “Cortejo de Vasos”. De tarde, tem lugar a procissão religiosa contando com a participação de todas as confrarias, autoridades, associações e paroquianos de Negreiros. Normalmente, esta tem início às 15h30m e uma duração aproximada de uma hora. Aqui pode ser admirado um considerável número de andores enfeitados com belas flores naturais, bem como a Igreja Paroquial que está sempre extraordinariamente bem ornamentada.

 


Horário de Funcionamento:

 

Negreiros:

Segunda-feira:

Manhã 9h00 às12h30

Tarde 14h00 às 18h30

Terça-feira:

Das 14h00 às 18h30

Quinta-feira:

Das 14h00 às 18h30

Sexta-feira:

Manhã 9h00 às12h30

Tarde 14h00 às 18h30

 

Chavão:

Quarta-feira:

Das 14h00 às 18h30

 


Reciclagem de óleos alimentares usados

Não despeje o óleo alimentar usado na rede de esgotos! Coloque-o em garrafas de plástico e deposite-as no oleão aqui instalado!


"Tampa Amiga"

 Entregue aqui as suas tampas de plástico e ajude alguém a receber uma cadeira de rodas ou outro material ortopédico.


Toners, tinteiros e telemóveis em desuso

No âmbito de um protocolo com a AMI, também fazemos recolha dos materiais indicados.


Pilhas no lixo, não! No pilhão!

 Deixe as suas pilhas usadas no pilhão instalado na Sede da Junta ou no ecoponto junto ao Terreiro. Colabore, para bem do ambiente!